Indispensável ao motorista que quer garantir a tranquilidade – e a segurança de seu veículo –, o seguro de carro é uma forma inteligente de lidar com eventuais problemas. Geralmente encarado como algo complexo, na verdade pode ser compreendido em alguns tópicos.

Desde o sinistro, até as coberturas e vistorias, são diversas as dúvidas em torno do assunto. E conhecer todas as etapas fará com que você se sinta mais preparado para usufruir desse serviço tão necessário. Veja, a seguir, tudo que você precisa saber sobre o seguro de carro!

O que é seguro de carro?

contrato seguro de carro

O seguro nada mais é do que um contrato entre a seguradora e o proprietário do automóvel, fixado a fim de garantir a proteção do veículo a certos tipos de prejuízos, e por determinado período de tempo.

O documento que sela esse contrato entre as partes chama-se apólice, e o prazo do acordo é a vigência. A cobertura do seguro engloba os tipos de dano que esse plano cobrirá, e até outras facilidades ao dispor do segurado, e será escolhida pelo cliente, de acordo com suas necessidades. O valor a ser pago chama-se prêmio do seguro.

Como contratar?

Para efetivar a contração do serviço é necessário, primeiramente, buscar uma boa corretora de seguros, na qual se consiga realizar uma cotação de acordo com as específicas necessidades. Nessa cotação, a seguradora precisará dos dados pessoais do motorista, como idade e endereço, e as particularidades do carro, como o modelo, a forma de utilização do veículo, onde costuma ficar estacionado, entre outros. As preferências do cliente também são questionadas, a fim de encontrar uma cobertura que atenda tudo.

Esse processo pode ou não ser online através de formulários. Daí algumas propostas serão apresentadas e caberá ao motorista concluir o trato. O pagamento deverá ser feito na forma mais conveniente oferecida e, por fim, a apólice de seguro é emitida.

Há vários tipos de cobertura?

Há diversos tipos de cobertura no mercado. Dentre as ocasiões mais comuns a serem atendidas pelo seguro estão: roubo, furto, colisão, desastre da natureza, danos pessoais ou a terceiros, incêndio e carro reserva.

sinistro seguro de carro

Juntamente ao corretor de seguros, é possível incluir outras situações que o motorista achar conveniente. É válido lembrar que apenas os itens dispostos na cobertura serão atendidos, por mais que um imprevisto novo e não constado ocorra – por isso é importante escolher com cautela.

guincho seguro de carro

Alguns dos serviços extras incluídos comumente no mercado são:

  • Proteção de vidros,
  • Higienização,
  • Assistência de guincho 24 horas,
  • Reembolso de danos morais etc.

O que é sinistro?

O sinistro é a ocorrência de alguma das hipóteses previstas pelo seguro, a materialização daquele risco abarcado na apólice. Ao sofrer algum tipo de sinistro, deve-se entrar em contato com a seguradora, para que ela faça o pagamento da indenização e tome as providências necessárias.

vidro seguro de carro

São essas situações em que o bem segurado sofre um prejuízo ou perda que são chamadas de sinistro. Alguns fatores como a franquia, que veremos à frente, podem influenciar no valor a ser indenizado, mas qualquer sinistro coberto pelo acordo será pago ao contratante.

Em que momento o seguro deve ser acionado?

O recomendado é que se entre em contato com o seguro logo que possível após o incidente. Em casos específicos, pode ser preciso que o motorista realize também um boletim de ocorrência para juntar aos documentos a serem entregues para o seguro. O quanto antes a seguradora for informada, antes ela poderá dar entrada no ressarcimento ou auxílio desejado.

Os sinistros devem ser resolvidos pela seguradora em um mês, aproximadamente, após a análise e aprovação dos documentos. Os contratantes, por sua vez, têm geralmente de um ano a três anos, a depender do caso e do contrato, para informar a ocorrência do sinistro, e assim aguardar pela indenização.

acidente-seguro-de-carro

O que é franquia?

A franquia trata-se da quantia mínima prevista no seguro para o sinistro. Valores acima deste, são indenizados pela seguradora, já os abaixo, são de contribuição do segurado. Nada mais é que a quantia que o próprio motorista deve desembolsar para arcar com algum reparo.
Por exemplo, considere uma franquia de mil reais. Os gastos advindos de um imprevisto abaixo desse valor não são considerados como sinistro, ou seja, não haverá reembolso. Já num caso de perda parcial do carro, e gastos de seis mil reais, o motorista pagará mil reais e o restante é de competência do seguro. Quando o valor do reparo fica superior a 75% do valor do veículo ou quando o carro é roubado (chamada perda total), o seguro faz a indenização integral do valor.

O que é vistoria prévia?

A vistoria prévia tem como função checar as condições do automóvel e verificar se o plano requerido está adequado a aquele cliente. Com a vistoria, o segurado tem a certeza de que está com a melhor alternativa e a mais compatível com suas condições. Ela pode ser feita tanto na residência do cliente quanto em postos autorizados da prestadora do serviço.

Apenas em casos de carro zero quilômetro em condições de fábrica, a vistoria do carro não é necessária. Caso o cliente queira apenas renovar sua apólice, contanto que dentro da vigência da atual, também é possível, na maioria dos casos.

Quanto custa um seguro de carro?

O preço de um seguro auto é muito variável, afinal, tudo depende da cobertura contratada. Esse valor a ser pago é chamado de prêmio, como visto anteriormente. Quanto mais risco esse veículo em questão estiver sujeito, mais alto será o valor do prêmio, afinal, maiores as chances de o seguro ter que arcar com futuras indenizações.

Um exemplo: um carro que fica mais tempo na garagem, possui um estacionamento com bom nível de segurança e costuma rodar por lugares mais seguros, terá um prêmio mais barato que um veículo mais exposto e ativo em locais com altos índices de assalto.

A contratação de um seguro auto é um investimento para o motorista, que pode contar com sua seguradora e seus funcionários habilitados para resolver imprevistos. Tendo em vista todos esses pontos, agora você pode escolher com muito mais assertividade o seguro ideal para seu carro.